Publicado em

Ouça os batimentos cardíacos do seu bebê em casa

Quem já é pai ou está grávido sabe da maravilha que é aquele momento da consulta pré-natal quando você ouve os batimentos cardíacos do seu bebê. Se você não acompanha a mãe do seu filho nessas consultas, recomendo que não perca mais nenhuma a partir de hoje – acho fundamental participar plenamente da gravidez, e esses momentos são mágicos.

Esses dias tomei conhecimento do Angel Sounds, um aparelhinho para uso doméstico que permite escutar e até mesmo gravar os batimentos cardíacos do seu bebê na barriga da mãe. Procurei para ver se estava disponível por aqui, e para minha grata surpresa está! Minha recomendação para quem se interessou é usar um comparador de preços como o Buscapé ou o Mercado Livre, o aparelho está disponível em ambos. Os preços variam de R$140 através de “importadores independentes” no Mercado Livre, a R$210 na única loja online que encontrei que oferece o produto.
Minha dúvida é se um aparelho desses ajuda a criar um vínculo maior entre os pais e o bebê, ou se pode ser uma fonte de preocupação por ser, de certa forma, um aparelho médico usado por leigos. Já pensou se o bebê está em uma posição ruim, ou a pilha está fraca e você não percebeu, e você não consegue ouvir os batimentos do bebê? É pânico na certa, e provavelmente sem razão. Mas sem dúvida parece ser um aparelhinho divertido!

Publicado em

Guia do enxoval do bebê, parte II – acessórios

Seguindo a nossa série de artigos que ajudam os pais a entender os itens das listas de enxoval (veja também o primeiro artigo do guia do enxoval do bebê), vamos agora aos acessários, aqueles pequenos itens que auxiliam no dia a dia, desde que a gente saiba o que são e para que servem…
  • Aspirador nasal

Aparelho que segue o mesmo princípio do desentupidor de pia, porém aplicado às narinas do bebê. Serve para remover secreções (tatu) do nariz, assim desobstruindo as narinas e facilitando a respiração. Importante não confundir com um conta-gotas para medicamentos, principalmente após o uso.

  • Xuquinha

Espécia de mamadeira pequena, com bico de látex, usada para servir líquidos em pequenas quantidades a bebês. Antigamente usava-se muito para servir os famosos chazinhos. Hoje em dia os médicos dizem que não precisa dar nada além de leite para o bebê até os seis meses de idade. Alguns bebês aceitam com mais facilidade líquidos oferecidos na xuquinha, então pode ser um bom artifício para oferecer os líquidos que precisam ser tomados de qualquer jeito (xaropes, óleo mineral, ou outros conforme o caso).

  • Moisés

O moisés é um cesto rígido, bastante confortável, que pode ser usado para o transporte de bebês ainda pequenos ou em substituição ao berço nas primeiras semanas de vida. Alguns conjuntos de carrinho de bebê trazem o moisés como complemento. Pessoalmente nunca usei, mas acredito que possa ser uma maneira bacana de manter o bebê confortável em translados curtos (nunca de carro, claro, onde a cadeirinha/bebê conforto são obrigatórios), ou para que um bebê recém-nascido possa dormir perto dos pais nas primeiras semanas.

  • Regurgitadores

O regurgitador é o melhor amigo do guarda roupa de pais de bebês recém-nascidos. É aquele paninho que se coloca no ombro quando se pega o bebê para arrotar depois de mamar. Evita que qualquer leite regurgitado pare diretamente sobre a sua camisa novinha.

  • Babá eletrônica

Não é uma equivalente à Rosie dos Jetsons, mas sim um walkie-talkie de mão única, extremamente útil para quem mora em casas ou apartamentos maiores, onde é possível ficar fora do alcance auditivo do seu bebê chorando no berço. Até pouco tempo atrás era um item absurdamente caro no Brasil, valendo a pena importar através de amigos viajantes. Hoje em dia encontram-se bons modelos a preços mais razoáveis. Pessoalmente, enquanto morava em apartamento nunca usei, mas depois que nos mudamos para uma casa passou a ser um item imprescindível.

Espero que essa lista ajude a decifrar mais uma seção da sua lista de enxoval. De qualquer forma, fique tranquilo, você provavelmente ainda tem pelo menos uns seis meses para se adaptar ao novo vocabulário 😉

Publicado em

Pelo aumento da licença paternidade

Esse vídeo foi produzido pelo Instituto Papai, como parte da campanha “Paternidade – Desejo, Direito e Compromisso”. Segundo o próprio instituto, o objetivo da campanha é “envolver os homens em questões relacionadas ao cuidado e a paternidade, no contexto da saúde e dos direitos reprodutivos”. A idéia parece ser bacana. Eu não conhecia ainda o instituto, pretendo acompanhar e conhecer melhor o trabalho deles que parece ser muito interessante.

Publicado em

Guia do enxoval do bebê, parte I – roupas

Você foi a uma loja de bebês pela primeira vez, logo depois que soube que estava grávido, e te entregaram uma folhinha com uma lista de itens para o enxoval do bebê. Você dá uma passada de olhos, e pergunta pra moça se tem em português também. Familiar? Certamente acontece com muita gente. Mas não tema! O blog do Bebê Nerd trará um guia para a lista do enxoval, dividida em práticas seções. A seção de hoje trata das peças de roupa.

  • Pagão

Conjunto de 3 peças contendo calça, camiseta tipo regata e casaquinho, que geralmente fecha na parte de trás do bebê. Roupa antiga, usada antes da invenção do body. Dá uma mão de obra danada fazer qualquer coisa com um bebê vestindo um pagão, então evite ao máximo.

  • Body

Aquelas camisets que prendem por baixo das pernas. Tem com manga longa e manga curta, e desde os bem básicos para usar por baixo de outras roupas ou para dormir, até os ultra sofisticados. Roupa prática, fácil de lidar.

  • Culote ou mijão

Calça básica para bebê, com ou sem pés. Por que diabos não chamam de “calça” ou, no máximo, “calça de bebê”, foge completamente da minha compreensão.

  • Vira manta

Nunca usei isso, mas parece que é um pano de algodão usado atrás do pescoço para que  a pele delicada do bebê não entre em contato com tecidos que podem possivelmente causar alergia. Acho que está em desuso, possivelmente do tempo em que o “Vida do bebê” do Delamare era lançamento.

  • Cueiro

Manta de flanela usada para enrolar e/ou cobrir o bebê.

Essa é uma listinha básica que ajuda nos itens principais. Em seguida, trataremos dos demais acessórios da lista de enxoval.

Publicado em

Angry Birds Rio disponível gratuitamente – mas não no Brasil

Se você, como qualquer ser humano na face da terra que tem um smartphone, gosta de jogar Angry Birds, tenho uma boa notícia e uma má notícia. A boa notícia é que já foi lançada uma edição especial do jogo inspirada no filme “Rio”, animação do pessoal da “Era do Gelo” ambientada no Rio de Janeiro. Essa edição está disponível gratuitamente na App Store da Apple e na Amazon App Store para o Android. E aqui vem a má notícia: pelo menos para os usuários de Android, a App Store da Amazon só “entrega” o jogo nos EUA. Tentei instalar o aplicativo na esperança de que fosse só FUD, mas que nada – no último passo a Amazon avisa que não consegue processar o pedido por restrições geográficas….

Alguém com IPhone pode verificar se tem o mesmo problema?

Publicado em

E nasce o Bebê Nerd!

O primeiro post de um blog é sempre um problema. Ou você escreve algo sobre si mesmo que pode até servir de memória no futuro, revelando sua motivação no início de um projeto – mas que é largamente inútil para os leitores – ou você tasca-lhe logo conteúdo “de verdade”, o que deixa o blog meio com cara de chato, sem personalidade, o pessoal pensa “que cara chato, nem se apresenta e já sai metendo logo post de 3000 palavras”. Pois bem. Se tenho que escolher entre narcisista ou chato, prefiro a primeira opção. Vamos, então, às origens do Bebê Nerd…

Lá pelos idos de 2009, eu e minha esposa engravidamos. Tecnicamente, só ela engravidou, mas como não queria ficar pra trás saí logo dizendo que também estava grávido. Os meses que se seguiram foram uma sequência extremamente divertida de sensações, descobertas, medos e alegrias indescritíveis para aqueles que nunca passaram pela experiência. Estávamos sedentos por informação sobre o que nos aguardava. Encontrar a informação até que é fácil, mas para um pai como eu aqueles textos pareciam que nunca tinham sido escritos para mim, e sim para mães que me faziam sentir como um peixe fora d’água. Sentia falta de informações apresentadas por pais (homens) para pais, em linguagem adaptada para nosso vocabulário, muito mais restrito e isento de onomatopéias.

Com essas descobertas, nascia então o embrião da idéia que daria filhos antes mesmo de nascer (mas essa é outra história, para outro dia) e que se transformaria no Bebê Nerd. Criaríamos um site de conteúdo para pais que compartilhavam certos gostos comigo(leia-se, nerds) , e futuramente criaríamos produtos para oferecer para esse distinto público.

Assim, hoje nasce a primeira etapa desse projeto. Está criado o blog do Bebê Nerd, que pretende ser um ponto para troca de informações entre pais nerds, geeks ou simpatizantes, escrito de nerd para nerd. Não quero criar um “clube do bolinha”, então as mães, tias, avós e demais parentes que desavisadamente nos encontrarem também serão muito bem vindas. Enquanto isso, continua o trabalho para o lançamento da loja do Bebê Nerd – esperamos trazer uns produtinhos legais para pais nerds, aliados a uma experiência de compra que faça todo mundo se sentir em casa, entre amigos. Até porque, não há assunto mais legal do que falar dos filhos, então papo não vai faltar…